TAM MRO espera crescer 20% ao ano até 2016

 
 
 


Parte desse crescimento virá da ampliação do faturamento com os serviços prestados para clientes externos
 
 
 
 
O TAM MRO, centro de manutenção, reparo e revisão geral da TAM, pretende crescer 20% em média por ano até 2016. Para alcançar esse objetivo, a unidade de negócios quer aumentar a receita com serviços prestados a clientes externos, aprimorar processos e sistemas e buscar parceiros estratégicos alinhados ao seu plano de negócios.

O comando dessa missão está a cargo de Luiz Gustavo Silva, nomeado diretor executivo do TAM MRO em agosto passado. Com a sua chegada, a unidade passou a responder diretamente à holding TAM S/A, presidida por Marco Antonio Bologna. “Estamos empenhados em ampliar nossa estrutura e capacidade e a estimular o nosso crescimento como unidade de negócios independente da TAM. Atualmente, os serviços de manutenção aeronáutica para terceiros já respondem por 15% do faturamento total. Esperamos que esta participação supere 40% até 2016”, afirma Luiz Gustavo.

Responsável pela manutenção de aeronaves da frota da TAM Linhas Aéreas, o TAM MRO também presta serviços para clientes externos desde 2008. Com sede no Centro Tecnológico da TAM, em São Carlos (SP), atua ainda em estações de manutenção de linha de diversos aeroportos no Brasil. 
De janeiro e agosto deste ano, o TAM MRO realizou 80 checks e cerca de 76 mil reparos de componentes em 20 diferentes oficinas. No mesmo período, o atendimento a terceiros, em número de checks realizados, já cresceu 240% na comparação com o mesmo período de 2010.

O setor de reparos e manutenção preventiva de aeronaves movimenta quase US$ 2 bilhões por ano na América Latina. Diante da perspectiva de crescimento do setor, a unidade prepara-se para garantir estrutura suficiente para atender ao aumento da demanda. Para isso, lançará, no próximo ano, projetos para ampliar sua capacidade produtiva. Destaque para a construção de novos hangares de alta produtividade e de novas oficinas em São Carlos. 

Em setembro, o TAM MRO já inaugurou um novo hangar de 2.450 metros quadrados, com capacidade para atender uma aeronave narrow body (avião para voos domésticos, com corredor único). Desde a sua inauguração, há 10 anos, a unidade de negócios já recebeu mais de R$ 200 milhões em investimentos.

Outras iniciativas também devem ser lançadas para assegurar mão de obra qualificada para a prestação de serviços de manutenção. Há duas semanas, TAM e Senai-SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) assinaram um protocolo de intenções para reabrir em São Carlos o Curso Técnico de Manutenção de Aeronaves. Gratuito, ele admitirá 64 alunos já em 2012. O TAM MRO oferecerá o material para as aulas práticas e abrirá vagas de estágio para os participantes, com prioridade para contratação.
 
 
O TAM MRO (www.tammro.com.br), unidade de negócios de MRO (Maintenance, Repair and Overhaul) da TAM, foi fundado há dez anos e está certificado pelas mais importantes autoridades aeronáuticas do mundo. Com mais de 1.200 funcionários diretos, é responsável pela manutenção de componentes aeronáuticos da frota da TAM e pela prestação de serviços em aeronaves de clientes do Brasil e do exterior. Além do atendimento em unidades de manutenção de linha distribuídas em diversos aeroportos, conta com Centro Tecnológico próprio instalado em São Carlos, no interior de São Paulo, em área de 4,6 milhões de metros quadrados. Em 2010, aumentou em 7% o atendimento a aeronaves e, desde a sua inauguração, reparou mais de 1,5 mil aeronaves da TAM Linhas Aéreas e de terceiros. O número inclui os checks C e D, os mais completos na área de manutenção preventiva, além de outros serviços em mais de 25 oficinas especializadas, como revisão de trens de pouso, aviônicos e equipamentos hidráulicos.