EMBRAER confirma evolução tecnológica do estado de Minas Gerais

Foto: Roberto Caiafa
Hangar da EMBRAER em SJC, SP


SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - A Embraer vai abrir um escritório de engenharia e desenvolvimento em Belo Horizonte, que deverá empregar cerca de 100 engenheiros, contratados localmente, a partir do próximo ano. O anúncio do novo empreendimento foi feito hoje pela empresa, durante a assinatura de um protocolo de intenções com o governador do Estado de Minas, Antonio Anastásia. Esta será a primeira unidade brasileira da Embraer fora do Estado de São Paulo.
Segundo a Embraer, os profissionais contratados para trabalhar no novo centro vão atuar no desenvolvimento de projetos, produtos e serviços para o setor aeronáutico e de defesa e segurança. O escritório de engenharia vai ficar instalado inicialmente em Belo Horizonte, mas será transferido em 2013 para o complexo do Centro de Capacitação de Tecnologia Aeroespacial (CCTA), em Lagoa Santa (MG).
 Anunciado no inicio de 2010 e já em construção pelo governo de Minas Gerais, o objetivo do CCTA é ser um centro de capacitação e desenvolvimento tecnológico para o setor aeroespacial nacional. Segundo a assessoria de imprensa da Embraer, a empresa pretende explorar a sinergia e as oportunidades que serão oferecidas por este novo pólo aeroespacial, trabalhando em conjunto com outras empresas e universidades.
A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), por exemplo, implantou em 2009 o curso de engenharia aeroespacial. “Além de descentralizar suas atividades, o novo centro permitirá à Embraer ampliar a sua capacidade de atrair e de reter novos engenheiros aeronáuticos”, comentou a assessoria da Embraer. O CCTA também contará com empresas do setor aeronáutico como a Gol e a Trip.
Atualmente, as atividades de engenharia da Embraer estão centralizadas nas unidades de São José dos Campos, Botucatu e Gavião Peixoto, todas no Estado de São Paulo e onde trabalham cerca de 4 mil engenheiros. Em comunicado enviado hoje à imprensa, o diretor-presidente da Embraer, Frederico Fleury Curado, disse que o estabelecimento deste novo escritório incentivará a geração de conhecimento e formação de novos engenheiros especializados, dando sustentabilidade à indústria aeronáutica brasileira.
“Sabemos que Minas Gerais precisa alterar muito o perfil da sua economia. Essa é a nossa obsessão. É um esforço de nosso governo porque temos de ter agora uma nova economia mais robusta no Estado de matriz tecnológica”, comentou o governador de Minas Gerais.