Aeronaves da Azul Linhas Aéreas utilizarão avançado sistema de navegação

cid:image001.jpg@01CD5861.4D75F320 
Foto: Roberto Caiafa

Chamado de Required Navigation Performance (RNP-AR), o sistema auxilia nas operações de pouso, além de reduzir ruídos, tempo de viagem e queima de combustível 

Em parceria com a GE, o sistema que tem orientação por satélite, será adotado até o fim de 2012 nos jatos Embraer 190 e 195, para operação no Aeroporto Santos Dumont 

São Paulo, 11 de julho de 2012 – A Azul Linhas Aéreas em parceria com a GE, está homologando seus jatos Embraer com um avançado sistema de navegação, chamado Required Navigation Performance* (RNP-AR). Esse sistema, que tem tecnologia orientada por satélite, objetiva uma otimização nos procedimentos de aproximação e pousos, aumentando significantemente a segurança e diminuindo o trajeto da aeronave, o que traz uma série de benefícios. São eles: a redução de ruídos, de atrasos, do tempo de viagem, além de um menor gasto com combustível, o que torna as operações da companhia mais sustentáveis. As aeronaves da companhia devem ser certificadas com o novo sistema até o fim de 2012.

A Azul está entre as empresas do setor aéreo brasileiro a trabalhar para adotar tal sistema, que será utilizado inicialmente para pousos no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Por iniciativa do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), o aeroporto fluminense já recebeu a certificação e, com isso, a companhia poderá operar com mais precisão, mesmo que em condições meteorológicas adversas, evitando atrasos e cancelamentos.

Com a implantação do novo sistema, trabalharemos com mínimos operacionais (teto) bem reduzidos. "Com a integração do RNP-AR em nossa frota de jatos, passaremos a ter uma trajetória precisa horizontalmente e verticalmente até o pouso, melhorando nossa eficiência econômica e ecológica", afirma Flávio Costa, vice-presidente Técnico-operacional da Azul.

Com a expectativa de um aumento significativo no volume de passageiros nos terminais do país, sobretudo em função da Copa do Mundo e Olimpíadas, soluções como essa devem ser cruciais para garantir melhor gerenciamento do espaço aéreo. “Esses eventos devem trazer milhares de espectadores ao Brasil, os quais poderão contar com um transporte aéreo mais eficiente e pontual”, afirma Giovanni Spitale, gerente geral de Serviços de Desempenho de Navegação (PBN) da GE.

Após o processo de certificação pela Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), a companhia adotará o novo procedimento em seus voos.
*Performance de Navegação Requerida

Sobre a Azul

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras mudou o panorama da aviação comercial brasileira. Hoje, com mais de 10% de participação no mercado doméstico, consolida-se como a terceira maior empresa aérea do País, conectando 49 destinos, 48 cidades, com mais de 400 voos diários. Somando-se às oito linhas de ônibus, são 52 cidades brasileiras atendidas pela companhia. Atualmente, opera uma frota de 43 jatos modelo 190 e 195 da Embraer, 4 ATR 72-200 e 8 ATR 72-600. Com uma impressionante marca de mais de 18 milhões de Clientes transportados, a Azul tem o papel estimular o tráfego aéreo e dinamizar a economia brasileira por meio de uma equação tão simples de entender quanto difícil de imitar: preços baixos com alta qualidade de serviços. O sucesso da empresa é atestado por grandes reconhecimentos nacionais e internacionais. Em 2011, a Azul foi consagrada como a ‘Melhor Empresa Aérea do Brasil’ pela revista Viagem e Turismo e pela revista Avião Revue; recebeu o prêmio ‘Oneofthe 30 World’sHottestBrands’ pela Advertising Age de Nova York e ganhou o título de ‘Melhor companhia aérea low-cost da América Latina’ pela Skytrax World AirlineAwards. Saiba mais em www.voeazul.com.br. Azul. É você lá em cima.

Sobre a GE

A GE faz. Presente no Brasil há 92 anos, a GE fornece produtos, serviços e soluções inovadoras para ajudar o País a vencer seus desafios de infraestrutura e melhorar a vida das pessoas. Nós cuidamos da saúde, desenvolvemos a energia, construímos e movemos o Brasil. Acreditamos que, se dá para imaginar, dá para fazer. Para mais informações, visite o site www.ge.com/bro blog GE Reports Brasil http://brazil.geblogs.com/ e GE Imprensa Brasil, http://www.geimprensabrasil.com/.

Comentários