Após nove meses a fragata “União” retorna ao Brasil da Força-Tarefa Marítima no Líbano



A Força Tarefa Marítima (FTM) da Força Interina das Nações Unidas no Líbano (UNIFIL) foi criada em 2006 de acordo com a resolução 1.701 do Conselho de Segurança das Nações Unidas, em atendimento à solicitação do Governo Libanês.

A incorporação da Fragata União (F-45) à FTM teve um grande significado político para o Brasil no campo das relações internacionais, a medida que demonstra o comprometimento do país com a UNIFIL, com a manutenção da paz e com a estabilidade no Oriente Médio.
A Fragata União foi o principal meio de um grupo multinacional operando no Líbano, composto de três navios da Alemanha, dois de Bangladesh, um da Grécia, um da Indonésia e um da Turquia.

A presença do navio na região contribuiu com a garantia da paz e da segurança no Sul do Líbano, em apoio às Forças Armadas daquele país e auxiliando no reforço da segurança das fronteiras, de modo a evitar o ingresso ilegal de armas e materiais correlatos no país, pelo mar, além de auxiliar a Marinha libanesa no treinamento de seu pessoal para que seja capaz de controlar suas águas territoriais no futuro.

A Fragata brasileira contou com uma aeronave orgânica AH-11A Super Lynx, um Destacamento de Mergulhadores de Combate, para  realização de Operações Especiais, e um Destacamento de Fuzileiros Navais, para prover a segurança orgânica do navio. O efetivo total embarcado é de cerca de 300 militares.

A Fragata “União” foi incorporada a FTM da UNIFIL no dia 14 de novembro de 2011, no Porto de Beirute, sendo rendida pela Fragata “Liberal”, no dia 17 de maio de 2012.

Durante o trânsito de regresso ao Brasil, visitou o porto de Istambul, na Turquia, no período de 25 a 29 de maio de 2012, o porto de Civitavecchia, na Itália; no período 04 a 08 de junho de 2012, atracou no porto no Las Palmas, na Espanha no período de 14 a 18 de junho de 2012 e no período de 28 de junho a 02 de julho no porto de Recife.

Após nove meses retorna ao Rio de Janeiro, atracando na Base Naval do Rio de Janeiro, em 07 de julho, às 10:00h.

Comentários