INDRA APRESENTOU SUA CAPACIDADE EM CIBERSEGURANÇA EM CURSO INTERNACIONAL SOBRE CIBERDELINQUÊNCIA

·         O evento organizado em Palência pela Polícia Nacional,  contou com a participação do FBI, Frontex e Europol
·         A Indra apresentou suas soluções de cibersegurança, seu simulador de intervenções policiais e fez uma demonstração de voo de suas UAVs

A Indra participou no mês passado de um Curso Internacional sobre Ciberdelinquência no Marco da Segurança Pública e Privada, organizado pela Polícia Nacional e a TEDAE (Associação Espanhola de Empresas Tecnológicas de Defesa, Aeronáutica e Espaço), no Monastério de San Zoilo, em Carrião dos Condes (Palência).

A companhia participou em posição de liderança, com capacidade para cobrir todos os âmbitos da cibersegurança: a do cidadão para operar através da internet com as administrações ou empresas; a de organizações e empresas privadas; a das infraestruturas críticas para a sociedade; e, por último, a de organização e funcionamento do Estado. A Indra é, além disso, a única empresa espanhola com capacidade para abordar a segurança em sua dupla vertente, a da cibersegurança – dos sistemas de comunicação e de informação – e a segurança física – segurança dos recintos, fronteiras, espaço aéreo, etc.

O Curso Internacional teve como objetivo promover a possibilidade de estabelecer formas de colaboração neste âmbito entre a indústria e as forças de segurança. Entre as agências e corpos que estiveram presentes figuram a Polícia Nacional, o FBI, Frontex, Europol e Eurojust.

Dentro da série de apresentações e painéis de discussão que se sucederam, a multinacional de tecnologia falou sobre os sistemas para melhorar o controle de fronteiras, ciberproteção e segurança associada a novas formas de comunicação.

Identificação biométrica

O diretor de Segurança da Indra, Alberto Calvo, expôs a experiência da companhia no desenvolvimento de sistemas de identificação digital, desenvolvimento de documentação e biometria e sistemas de acesso rápido de fronteiras.

A Indra vem ocupando um papel chave na implantação na Espanha do DNI eletrônico (Documento Nacional de Identidade) e trabalha neste momento no programa STORK, um projeto que permitirá aos cidadãos de mais de uma dezena de países europeus utilizar sua identidade eletrônica fora de suas fronteiras. Mais de 30 milhões de documentos e cédulas de identidade portam tecnologia da Indra.

A companhia também tem desenvolvido um sistema de acesso rápido em fronteiras, que foi testado nos aeroportos Barajas e El Prat. O sistema lê de forma automática o documento ou passaporte do viajante, verifica sua autenticidade e a identidade de seu portador mediante o reconhecimento biométrico de seu rosto e impressão digital.

A respeito da ciberproteção, o diretor de Cibersegurança da Indra, Ascensio Chazarra, abordou uma visão global desta nova necessidade, que se converteu em crítica na medida em que a sociedade vem aumentando sua dependência de sistemas de informação e comunicações. Chazarra realçou a necessidade de fazer frente às novas ameaças implementando uma segurança proativa. Por último, o especialista da Indra Miguel Iribarren abordou os riscos associados aos novos modos de comunicação na rede e na detecção de possíveis abusos.

Por outro lado, no claustro do mosteiro, a Indra expos, entre outros, sistemas de comunicação seguros mediante criptografia de dados e inibidores para combater as comunicações de terceiros ou evitar a ativação de artefatos explosivos. Também levou seu simulador de treinamento em intervenções policiais, um sistema que introduz o agente em um ambiente virtual onde deverá solucionar situações com os mesmos meio que dispõe na realidade.

Por último, a Indra realizou no campo de voo do Clube Palentino de Aviação Esportiva de Villoldo demonstrações de voo de seu helicóptero não tripulado Pelicano e de sua mini-UAV Mantis. O Pelicano conta com capacidade de voo de cerca de 6 horas e pode cobrir uma área de uns 150 quilômetros de raio. Desempenha trabalhos de vigilância, detecção de embarcações e tráfego de pessoas e drogas, na costa. O Mantis, é um sistema para transportar, montar e operar que oferece capacidade de ver o que há em um ambiente de 30 quilômetros de raio.

Oferta integral de Cibersegurança

A Indra cobre a totalidade das necessidades de cibersegurança de empresas, instituições e cidadãos. A companhia oferece uma linha de serviços que inclui a consultoria inicial, e o desenvolvimento de plataformas e tecnologia, sua operação e exploração, o controle e auditoria e a formação do pessoal. O objetivo da Indra é minimizar as vulnerabilidades de sistemas TIC e Sistemas de Controle Industrial, proteger a informação da empresa ou organização e assegurar a continuidade do negócio ou serviço.

A companhia cobre a proteção de infraestruturas assegurando a identidade, a confidencialidade da informação, protege e garante operações em redes e implanta modelos de gestão da segurança e risco. Entre seus clientes figuram alguns dos principais bancos espanhóis administrações, corpos de segurança e defesa e companhias que gerenciam sistemas críticos, entre outros.


Indra
Indra é uma das principais multinacionais de tecnologia da Europa e América Latina. É a segunda companhia européia do setor em investimento em P&D, com 550 M€ investido nos últimos três anos. As vendas em 2011 alcançaram 2.688 M€ e na atualidade mais da metade da receita procede do mercado internacional. Conta com 40.000 profissionais e com clientes em 118 países.

Comentários