AEL Sistemas e ARES apresentam, na Interseg, soluções inovadoras para segurança pública


Empresas irão expor ainda tecnologias para defesa e vigilância; feira é o maior evento de negócios do setor na América do Sul




A AEL Sistemas e a ARES, empresas brasileiras subsidiárias da Elbit Systems, irão participar, mais uma vez, da Interseg – Feira Internacional de Tecnologia, Serviços e Produtos para Segurança Pública, maior evento de negócios do setor na América do Sul e palco de lançamentos. Nesta 13ª edição, que ocorre entre os dias 18 e 20 de agosto, no Riocentro, a AEL – empresa brasileira que desenvolve e produz soluções tecnológicas para as áreas de defesa, espaço e segurança - vai apresentar, entre outros equipamentos, a próxima geração de soluções de Comunicação Sem Fio de Banda Larga para Segurança Pública.
Tratam-se de tecnologias inovadoras para fornecer serviços de banda larga seguros para uso nas áreas de segurança pública, militar e governamental. Essas tecnologias possibilitam que os diferentes sistemas de comunicação utilizados pelos diversos órgãos de segurança pública comuniquem-se entre si, possibilitando uma maior integração entre eles.

A maior integração entre os diversos sistemas de comunicação resulta no maior controle das informações por parte dos agentes de segurança. Isso dá condições para respostas mais eficazes nas ocorrências com necessidade de resposta imediata. 

No estande da AEL e da ARES, que ocupará um espaço de 60 metros quadrados no evento, serão expostos  também outros equipamentos e serviços, como:
§  Soluções para Segurança de Fronteira
§  Sistema de Rádio Comunicação Integrado (na sigla em inglês, IRCS, sistema que provê interoperabilidade de comunicações)
§  Centro de Comando e Controle Móvel
§  Soluções tecnológicas para comunicação via celular (interceptação, manipulação e localização)
§  WIT - sistema completo para serviços de Inteligência com interceptação, rastreamento, adaptação e conversão de dados de inúmeras fontes, bancos de dados e sensores, possibilitando a análise e a distribuição de informações táticas ou estratégicas.
§  Sistema de vigilância eletro-óptico Micro Atena
§  Visor infravermelho para motoristas de viaturas táticas
§  Coral CR (binóluco termal portátil com zoom óptico contínuo e capacidade de aquisição de alvo)
§  Monóculo de visão noturna
§  MVR MARS RS (Mira de Visada Rápida)
Entre as funcionalidades que fazem parte das soluções de Segurança Pública que serão apresentadas estão o push to talk (PTT), push to video (PTV), voz e videoconferência, transmissão de vídeo, dados de percepção da situação (C2), LMR (Land Mobile Radio Systems) e conectividade de telefonia, utilizando smartphones e terminais de veículo operados em malha e redes ad-hoc, apoiados por tecnologias de comunicação Auto Organizadas (SON).
Estas soluções foram desenvolvidas pela Elbit Systems e permitem conectividade entre várias tecnologias de acesso banda larga, incluindo Wi-Fi, WiMax e redes de celular LTE e 3G, junto com P25/Tetra. A interoperabilidade foi alcançada utilizando a plataforma para roteamento de voz, dados e vídeo TMR Max da Elbit para fornecer acesso aos dados atuais, melhorando a eficiência dos operadores envolvidos.

Sobre a AEL

A AEL é brasileira – sucessora da Aeroeletrônica – e está situada em Porto Alegre (RS). A empresa desenvolve programas de modernização de plataformas militares, sendo atualmente uma das principais parceiras das Forças Armadas Brasileiras. Embraer, Helibras e o INPE são alguns dos clientes da empresa.


Sobre a Ares

A ARES trabalha para oferecer soluções de alta qualidade, em linha com a legislação vigente e as normas de referência, nas áreas naval, aérea e terrestre. A empresa possui uma fábrica em Duque de Caxias (RJ), onde são desenvolvidos, fabricados e realizados a manutenção de equipamentos para aplicações civis e militares, de acordo com as necessidades dos mercados nacionais e internacionais. A empresa faz parte da Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE) e integra também o Sindicato Nacional das Indústrias de Materiais de Defesa (SIMDE)

Comentários