LAN realiza primeiro voo comercial com biocombustível na Colômbia










Companhia espera incentivar o desenvolvimento de uma indústria sustentável dessa fonte de energia na América do Sul

Foto: Roberto Caiafa




São Paulo, 22 de agosto de 2013 - A LAN Colômbia estabeleceu mais um marco na história da aviação da Colômbia ao operar, ontem (21), o primeiro voo comercial com biocombustível de segunda geração no país. Produzido a partir da camelina, o combustível foi utilizado em conjunto com o JET A1 – querosene convencional de aviação - na proporção de 30% e 70%, respectivamente. Esse tipo de biocombustível reduz a emissão de gases do efeito estufa, já que não emite gás carbônico (CO2) adicional na atmosfera, além de não concorrer com fontes de alimento humano ou animal.

O voo, realizado com o apoio da Terpel – empresa colombiana do setor de petróleo e gás natural –, foi operado por um Airbus A320, que decolou às 10h (hora local) do Aeroporto Internacional de El Dorado de Bogotá em direção a Cáli. Estavam a bordo 174 passageiros, convidados especialmente para a ocasião. Para celebrar esse feito, também foi realizado um evento que contou com a presença de Hernán Pasman, diretor executivo da LAN Colômbia, e outros executivos da companhia aérea e da Terpel.  

O Grupo LATAM Airlines, do qual LAN e TAM fazem parte, é pioneiro na incorporação do biocombustível na América do Sul. Em novembro de 2010, a empresa brasileira realizou um voo teste com combustível produzido a partir do óleo de pinhão manso misturado com o querosene convencional de aviação. Em março de 2012, a LAN realizou seu primeiro voo comercial desse tipo no Chile, na rota Santiago - Concepción, com combustível proveniente de resíduos de óleo vegetal refinado. Agora, a LAN se torna também a primeira a realizar esse tipo de voo na Colômbia. 

O país foi escolhido por se encontrar em uma posição privilegiada para produção de biocombustíveis, devido ao seu clima, disponibilidade de áreas para o cultivo e localização geográfica favorável. Adicionalmente, conta com um marco regulatório que estimula a produção e a comercialização de biocombustíveis. Já a rota para este voo foi eleita porque Cáli é uma das cidades estratégicas para a consolidação da LAN na Colômbia. Além disso, o Valle del Cauca, cuja capital é Cáli, foi pioneiro no país na produção de bicombustível.

“Essa foi a segunda grande iniciativa da LAN nessa área. Nós apoiamos o desenvolvimento de combustíveis sustentáveis que tenham alto potencial produtivo na América do Sul. As fontes de energia renovável desempenham um papel importante na aviação mundial e serão cada vez mais relevantes no processo de tomada de decisões do setor e da nossa companhia”, destacou Ignacio Cueto, CEO da LAN Airlines.

“É uma proposta importante que não só contribui para o desenvolvimento da indústria aeronáutica do país e da região, mas também causa um impacto positivo no setor agrícola, além de trazer importantes avanços para a proposta exportadora da Colômbia”, diz Sylvia Escovar, presidente da Terpel.

Impacto do biocombustível no meio ambiente

O CO2 resultante da queima de biocombustíveis utilizados no voo é praticamente o mesmo capturado pelo vegetal durante seu ciclo de vida, anulando assim emissões adicionais desse gás na atmosfera.

Além disso, os biocombustíveis de segunda geração, como o utilizado nesse voo, são obtidos a partir de matérias-primas que não concorrem com fontes de alimento ou recursos básicos utilizados por seres humanos. As plantações não utilizam superfícies cultiváveis pelo homem, o que é essencial para o desenvolvimento desse recurso em escala e para preservação do planeta.

Sobre o Grupo LATAM Airlines


LATAM Airlines Group S.A. é a nova denominação da LAN Airlines S.A., resultado da sua associação com a TAM S.A. O LATAM Airlines Group S.A. agora inclui a LAN Airlines e suas filiais no Peru, Argentina, Colômbia e Equador, e LAN CARGO e suas filiais; bem como a TAM S.A. e suas filiais TAM Linhas Aéreas S.A., incluindo suas unidades de negócios, TAM Transportes Aéreos del Mercosur S.A. (TAM Airlines (Paraguai)) e Multiplus S.A. Esta associação gera um dos maiores grupos de companhias aéreas do mundo em malha aérea, oferecendo serviços de transporte de passageiros para cerca de 135 destinos, em 22 países, e serviços de carga para aproximadamente 144 destinos, em 27 países, com uma frota de 321 aviões. No total, o LATAM Airlines Group S.A. tem mais de 53 mil funcionários e suas ações são negociadas nas bolsas de Santiago, Nova York (na forma de ADRS) e São Paulo (na forma de BDRs).
Cada companhia aérea opera independentemente, mantendo suas respectivas identidades e marcas. Qualquer consulta deve ser feita em www.lan.com e www.tam.com.br, respectivamente. Mais informações em www.latamairlinesgroup.net.

Comentários