sábado, 14 de setembro de 2019

ATAQUE COM DRONES A SAUDI ARAMCO: HOUTHIS E O IRÃ DESAFIAM O REINO SAUDITA!





Dois ataques empregando drones foram reivindicados pelos rebeldes houthis do Iêmen e causaram grandes incêndios em duas das principais instalações administradas pela Saudi Aramco, a gigante petrolífera estatal da Arábia Saudita.
Citando um porta-voz do Ministério do Interior, a Agência de Imprensa Saudita informou neste sábado que as chamas nas instalações de Abqaiq - sede da maior fábrica de processamento de petróleo da empresa - e nas instalações de Khurais -  estavam sob controle.
"Às 04:00 horas da manhã, hora local, as equipes de segurança industrial da Aramco começaram a lidar com incêndios em duas de suas instalações em Abqaiq e Khurais como resultado de ataques com drones", afirmou.
O ministério saudita não identificou a fonte do ataque e disse que as investigações estão em andamento. Não especificou se houve vítimas ou se as operações nas duas instalações foram afetadas.
Os Vídeos divulgados na internet mostram fumaça subindo acima das instalações da empresa em Abqaiq, e o que parece ser um tiroteio pode ser ouvido em segundo plano (talvez uma tentativa de abater outros drones ou resultado de explosões secundárias nas instalações).
Mais tarde no sábado, os rebeldes houthis disseram que os ataques foram realizados por 10 drones do tipo Qasif 2 (de fabricação iraniana) e prometeram ampliar ainda mais o alcance de seus ataques à Arábia Saudita, que lidera uma coalizão militar que os enfrenta no Iêmen.
"Esses ataques são nosso direito de resposta, e alertamos os sauditas que nossos alvos continuarão se expandindo", disse o porta-voz Yahya Saree em comunicado divulgado na TV Al Masirah, que apoia a causa dos rebeldes.
"Temos o direito de revidar em retaliação aos ataques aéreos e bombardeio de nossos civis nos últimos cinco anos" afirmou Saree.
Em março de 2015, uma coalizão liderada pela Arábia Saudita interveio no Iêmen em apoio ao presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi, reconhecido internacionalmente, que foi expulso do poder pelos houthis.
A guerra matou dezenas de milhares de pessoas e provocou o que a ONU (Nações Unidas) chama de pior crise humanitária do mundo.
Nos últimos meses, os rebeldes realizaram uma série de ataques com drones e mísseis visando bases aéreas sauditas, oleodutos e outras instalações. Em agosto, um ataque reivindicado por rebeldes Houthi provocou um incêndio na instalação de liquefação de gás natural Shaybah da Aramco, mas nenhuma vítima foi relatada pela empresa.
Principais instalações
A Saudi Aramco descreve sua instalação de processamento de petróleo em Abqaiq, a cerca de 60 quilômetros a sudoeste de Dhahran, na província oriental do reino, como "a maior planta de estabilização de petróleo bruto do mundo".
A instalação processa o petróleo bruto que depois é transportado para os pontos de transbordo no Golfo Pérsico e no Mar Vermelho. As estimativas sugerem que Abqaiq pode processar até sete milhões de barris de petróleo por dia.
A usina já havia sido alvo de ataques no passado - em fevereiro de 2006, homens-bomba reivindicados pela Al Qaeda tentaram, mas não conseguiram atacar o complexo petrolífero.
O complexo Khurais está localizado a cerca de 160 km (99 milhas) da capital, Riyadh. Ele tem reservas estimadas em mais de 20 bilhões de barris de petróleo, de acordo com a Aramco.
Em uma postagem no Twitter no sábado, o embaixador dos EUA na Arábia Saudita John Abizaid disse que Washington "condenou" fortemente os ataques às duas instalações.
"Esses ataques contra a infraestrutura crítica dos sauditas ameaçam civis, são inaceitáveis e, mais cedo ou mais tarde, resultarão na perda de vidas inocentes", escreveu ele.
'Grande golpe'
Não houve efeito imediato nos preços globais do petróleo, uma vez que os mercados foram fechados no fim de semana em todo o mundo. O petróleo Brent de referência estava sendo negociado a pouco mais de US $ 60 por barril.
A TV estatal saudita informou no sábado que as "exportações de petróleo do reino estão em andamento", citando seu próprio correspondente.
Osama Bin Javaid, da Al Jazeera, que examinou a importância estratégica da gigante do petróleo em seu documentário intitulado Saudi Aramco: A Companhia e o Estado, disse que o ataque "será um grande golpe para a produção de petróleo".
"A Saudi Aramco não é uma empresa comum. É uma empresa que administra o país", afirmou ele em Doha.
"Não sabemos quanto da instalação foi danificada, mas isso reduzirá a produção de petróleo saudita a uma fração do que é agora. Isso também terá um impacto na produção global de petróleo".
Os ataques ocorrem justamente em um momento onde a Arábia Saudita, principal exportadora mundial de petróleo, intensifica os preparativos para uma oferta pública inicial de ações nas bolsas de valores mundiais, algo muito esperada pela Aramco.
A empresa está pronta para uma estréia no mercado de ações em duas etapas, incluindo a apresentação de uma listagem internacional "muito em breve", segundo declarou seu principal executivo, Amin Nasser, no início de setembro.
FONTE: AL JAZEERA E AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

segunda-feira, 2 de setembro de 2019

UNITAS LX - MERGULHADORES DE COMBATE EM AÇÃO! FAST ROPE!



UNITAS LX - MERGULHADORES DE COMBATE EM AÇÃO! FAST ROPE!



Utilizando a técnica "Fast Rope", Mergulhadores de Combate da Marinha do Brasil, op esp da USCG e op esp da Infanteria de Marina do Equador realizam um treinamento de "abordagem a embarcação não-cooperativa", tomada por terroristas/piratas armados com dispositivos explosivos improvisados (homens-bomba) e armas leves.

Usando um UH-15 do Esq. HU-2 e a técnica Fast Rope, os dois times de sete homens descem no convoo do PHM Atlântico, que simula um navio em apuros, e realizam uma progressão tática tomando a praça de máquinas, o passadiço/ponte de comando e os corredores principais de circulação de pessoas a bordo.

GRUMEC! Operações Especiais! Marinha do Brasil

UNITAS LX - ASSALTO ANFÍBIO NA MARAMBAIA (CLANF, LCAC, VAR 5, EDCG)

sábado, 31 de agosto de 2019

UNITAS LX - Voo Ensaio Assalto Anfibio (MARAMBAIA!) Vídeo 02!

UNITAS LX - Um show de ação e profissionalismo! EXCLUSIVO! (Vídeo 01)





Caiafamaster: No primeiro vídeo da UNITAS LX, um apanhado geral das atividades em cenas de muita ação, profissionalismo e vibração!



Nesse videoclipe, imagens de:

1- Mergulhadores de Combate em ação;

2- CAV - Controle de Avarias (Incêndio a bordo);

3- Centro de Comando Multinacional;

4- Fennec Aviação Naval Armada Argentina;

5- LCAC US Navy chega na praia (01)

6- AH-11B Super Lynx modernizado pousa no A-140;

7- "Refugiados" protestam nas praias durante resgate de nacionais;

8- Tiro noturno na GIL - canhão de 30 mm do A-140 em ação;

9- Fuzileiros Navais do Paraguai, Brasil, Equador, Peru & Colômbia;

10- Fuzileiros Navais embarcam nas EDVP do A-140 Atlântico;

11- Voo da Imprensa até o CADIM - Marambaia;

12- Navios do Grupo Tarefa navegam em formação com o A-140;

13- Fuzileiros Navais reunidos no hangar do PHM Atlântico;

14- Centro de Operações de Combate do PHM Atlântico;

15- LCAC chega nas praias do CADIM - Marambaia (02);

16- Em voo no UH-15 sobrevoando o PHM Atlântico;

17- Desembarcando do UH-15 na Marambaia!



Aguardem os vídeos editados de cada etapa do treinamento!

EXCLUSIVO CaiafaMaster!

domingo, 10 de março de 2019

ENTREVISTA CaiafaMaster - General Alcides, comandante da 5ª Bda Cav Blnd





O general Alcides, que assumiu o cargo atual em 2018, deverá passar o comando da 5ª Brigada brevemente, já que foi designado para assumir, de forma inédita para o Brasil, cargo no U.S. Southern Command, no lugar do general-de-brigada chileno Edmundo Villaroel, que ocupava

essa função desde outubro de 2017.



Faria Júnior será subcomandante de interoperabilidade do Comando Sul, responsável por ajudar a comunicação entre forças na região. Ele deverá ir em março para Doral, na Flórida (USA), onde fica sediado o órgão.



A indicação inédita de um brasileiro para a função foi revelada em um discurso ao Senado americano proferido pelo chefe do Comando Sul, almirante Craig Faller, que esteve no Brasil recentemente para falar

sobre cooperação militar e a crise na Venezuela, tendo se encontrado com o chanceler Ernesto Araújo e com oficiais no Ministério da Defesa do Brasil.

sexta-feira, 1 de março de 2019

PODEROSA ARTILHARIA de AÇO! M-109 A5 BR M992 A2 (PQ R MNT 5).





Recebido pelo Ten Cel JASON FERRARI RISSO, Diretor do Parque Regional de Manutenção/5, o jornalista Roberto Caiafa participou de um tour  pelas modernas instalações fabris daquela OM.



No vídeo, os VBC OAP M-109 A5, e a VBT ER M-992 A2 recebidas via FMS são demonstradas em seu exterior e interior dos carros, é possível conhecer o local onde as viaturas estão estocadas, ver o processo de validação e armazenagem dos tubos de 155 mm, e visualizar diversas explicações sobre o funcionamento, manutenção e gargalos logísticos afetos ao recebimento desse material.



Durante o vídeo, as explicações são dadas pelo diretor do Parque Regional de Manutenção/5, Ten Cel JASON FERRARI RISSO.



O Parque Regional de Manutenção da 5ª Região Militar (Pq R Mnt/5) tem sede na cidade de Curitiba, apoia as organizações militares (OM) localizadas nos estados do Paraná e de Santa Catarina e, eventualmente, as principais escolas de formação de recursos humanos do Exército Brasileiro (EB), como a Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) e a Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME).



O Pq R Mnt/5 é uma OM não-operacional, criada para cumprir a missão de manutenção do material bélico utilizado pelas OM operacionais na frente de combate, principalmente de armamento leve, de viaturas blindadas e de viaturas sobre rodas, de barracas e de fogões de campanha.



Ainda, este Parque contribui para a operacionalidade do Comando Militar do Sul (CMS), juntamente com o 5° Batalhão Logístico (5° B Log), o 27° Batalhão Logístico (27° B Log) e o 15° Batalhão de Logística (15° B Log).



1 - Formar reservistas de 1ª categoria nas QM logísticas

2 - Conduzir o apoio logístico de manutenção de 3º escalão do Material de Emprego Militar, no âmbito da 5ªRM

3 - Conduzir o Projeto de Modernização da VBTP M113 B.

domingo, 24 de fevereiro de 2019

5ª Brigada de Cavalaria Blindada (trailer) Tecnologia & Defesa / CaiafaM...





Está em produção matéria sobre a 5ª Brigada de Cavalaria Blindada do Exército Brasileiro,  especial para a próxima edição da Revista Tecnologia & Defesa.



Confira aqui um trailer com algumas imagens de meios da Brigada, como os M-113BR modernizados, os Leopard 1A5 BR, e muito mais!



Especial para a Edição LAAD 2019 que acontece em Abril no RJ (Rio Centro).



Roberto Valadates Caiafa.