RED FLAG 2008 - Mensagem do Caiafa publicada na capa do Defesanet

Mensagem postada no Blog de apoio à

equipe brasileira no Red Flag.



A mensagem é postada pelo jornalista Roberto Valadares Caiafa 
é uma amostra das mais de 230 até esta data (24 Julho de 2008)

A foto do então capitão José E Rogéria Pimentel antes do voo, em 2012, 
posando com o emblema da turma Cerberus, de 2011, na AFA.



Segue abaixo transcrição do texto publicado no Defesanet:

"CAROS AMIGOS DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA"
Quarta feira, 23 de julho de 2008, estou em frente ao meu PC lendo as mensagens de apoio e boa sorte enviadas pelos leitores de Defesanet aos pilotos do 1o/14o G.Av., o Esquadrão Pampa, que estão nos Estados Unidos participando do famoso exercício militar organizado pela Força Aérea Norte Americana, o renomado RED FLAG.
Vejo em destaque no "site" as primeiras fotos divulgadas de caças F- 5EM: uma mostrando um caça sueco Grippen-C se alinhando para decolar em conjunto com nossos "Mikes", e outra que mostra um jovem tenente, capacete de vôo bem cingido na cabeça, fazendo um aceno de mão e deixando transparecer um leve sorriso.
Gostei imediatamente daquela foto, por considerá-la histórica, um jovem caçador do PAMPA no cockpit de seu F-5EM pronto para entrar em combate no RED FLAG. Mas sabia que já tinha visto aquele rosto antes.
Trabalhei o resto do dia editando vídeos para o prêmio PQN de Ouro 2008 da revista em que trabalho como repórter fotográfico, a Revista PQN (www.pqn.com.br), que acontece nesta quinta, 24.
Depois fui fotografar no Mineirão ao jogo Cruzeiro 0 x 1 Goiás, e de lambuja fiquei com a cabeça cheia ao ver pela TV meu Galo tomar quatro petardos do Botafogo em pleno Engenhão. Ok. No futebol zebrou tudo.
Como de costume, ao chegar a casa, para desopilar, pego da minha coleção de mais de 1.000 revistas de aviação, uma ao acaso para ler, antes de dormir. Escolho a revista AEROMAGAZINE n°88, e vou direto para uma matéria sobre a AFA, que começa na página 34.
Como estarei fotografando o AFA 2008 na equipe WEBASAS, pensei em reler matérias anteriores sobre a academia para refrescar a memória.
E veio a página 36. Lá estava, com um sorriso tímido e aquele olhar determinado, a foto de um cadete da academia, então no quarto e último ano (isso em 2001), laureado com o título de 01 de todo o curso, e que declara na matéria “meu sonho é tornar-me piloto de caça”. Um cadete filho de militar do exército, adepto do clube de vôo à vela da academia e perfeccionista ao extremo. Seu nome completo – Cadete José de Almeida Pimentel, então com 21 anos.
O mesmo Pimentel, hoje Tenente Pimentel, que sorridente, acena com a mão de dentro de seu cockpit, prestes a decolar com seu F-5EM em uma missão histórica, mostrar as cores do Brasil em céus americanos.
Senhores, não foi por acaso que me emocionei ao reconhecê-lo na matéria, muito menos por acaso que escolhi justo esta revista para ler hoje. Jornalistas também são guiados por instinto. Não foi por acaso que o Cadete Pimentel de ontem virou o Tenente Pimentel de hoje.
Os melhores não erram, não perdem, não tergiversam, não esmorecem, não desistem nunca. São movidos por algo que nem mesmo eles podem explicar.
O melhor homem no lugar certo, na hora certa. José de Almeida Pimentel, brasileiro, 28 anos, militar da Força Aérea Brasileira, piloto de caça, 01 da Academia em 2001, 01 da RED FLAG 2008, juntamente com mais de 80 militares deslocados na missão.
Nenhuma das pessoas escolhidas para estarem neste local, cumprindo este desígnio, o foram por acaso, coincidência ou fatalidade. Não se permite desvios de conduta aos vencedores. Não basta o quase, o safo, o improviso. Tem de ser perfeito, correto, eficaz, nem mais, nem menos.
O Pampa é tido como o esquadrão da elite da caça brasileira. A julgar por um certo Tenente Pimentel, caçador nato, a tradição será mantida, melhorada e renovada. Sou um estudioso da aviação, fotógrafo aeronáutico e jornalista.
Mas ao teclar estas linhas, sou apenas um brasileiro orgulhoso de ser brasileiro. Como diria um certo Benjamim Grimm, de um tal Quarteto Fantástico, “Tá na hora do Pau!!!!!” Ou como diria um certo gaúcho muito louco, pilotaço de combate, cartunista e gozador inveterado, conhecido como Fortunato, que Deus o tenha: “Pronto, já foi, agora não tem volta. SENTA a PÚA!!!!!”
“Rezam antigas lendas e histórias passadas de geração a geração pelas pradarias dos Pampas Gaúchos que, lá pelas bandas de Canoas habitam seres mitológicos, rápidos como um raio, que voam montados em tigres alados pintados de cinza e caçam suas presas no céu com uma ferocidade jamais vista. Segundo os nativos, a mascote destes seres é um papagaio maroto, irreverente, que anda por aí armado com uma metralhadora, descansa em uma nuvem e tem como lema – Já te Atendo Tchê!!!
”Nossos políticos nos envergonham. Nossos magistrados mais ainda. As instituições estão falidas. Não as Forças Armadas, estas não estão falidas. São a nossa última fronteira, nosso último bastião da decência, do patriotismo desvelado, da disciplina e do respeito à constituição brasileira. Os senhores são “o bom exemplo” que temos para nossos filhos e netos.
Que Deus abençoe nossos soldados e seus comandantes. E que eles saibam que não estão sozinhos na sua luta. Assim como eu, existem milhares de outros brasileiros atentos aos nossos problemas. Quando a hora se fizer necessária, verás que um filho teu não foge a luta. Na minha família são três adesguianos, contando meu irmão mais novo, que está fazendo ADESG este ano.
Comigo ano que vem, serão quatro CAIAFAS irmãos das nossas forças de terra, mar e ar.
Roberto Valadares Caiafa,
jornalista, fotógrafo aeronáutico 
E, acima de tudo e abaixo de nada, Um brasileiro.

Correspondente WEBASAS em Minas Gerais 
Repórter Fotográfico Revista PQN 
Amigo do CIAAR e do PAMA-LS em Minas Gerais
Colunista de aviação e defesa do Diário de Minas On-Line 
Colaborador voluntário Spotter 
Atleticano (uma espécie de sina)



Comentários